I Novembro Negro: “Formação e Organização Política em uma Perspectiva Anti- Racista”

Os estudantes nacionais e estrangeiros vinculados ao Centro de Convivência Negra da UFMG e ao coletivo “Africultura”, organizam uma parte das atividades do “Novembro Negro”, coordenado pela PRAE – UFMG.

A programação vem sendo construída em parceria com movimentos e coletivos de toda a Universidade, e especificamente o Centro de Convivência Negra pretende colaborar com a inclusão de atividades e apoio.

Em breve divulgaremos a programação completa do evento!

ATO Unificado em repúdio ao assassinato do Mestre Moa do Katendê

CHAMADO PARA ATO POLÍTICO EM REPÚDIO AO ASSASSINATO DO MESTRE MOA DO KATENDÊ – DIA 11 DE OUTUBRO NA PRAÇA SETE, A PARTIR DAS 17H

https://www.facebook.com/events/1958393324459324/

No dia 08 de outubro, em Salvador, num bar do bairro Dique Pequeno, foi  assassinado o mestre de capoeira Moa do Katendê, aos 63 anos de idade, por motivos de intolerância. Após uma discussão sobre política, o algoz foi para casa revoltado e, de forma premeditada (conforme seus depoimentos confessos), retornou ao bar surpreendendo Moa com várias facadas pelas costas.

Moa foi um dos mestres de Capoeira Angola mais conhecidos do Brasil. Griô, Mestre de Capoeira, Músico, Compositor, Dançarino, Ogã, Percussionista, Artesão, Educador e fundador do Afoxé Badauê e Amigos do Katendê.

Seu assassinato, um dia após as eleições, expressa a intolerância, a falta de comunicação, o ódio exacerbado e a morte negra banalizada que está institucionalizada na sociedade brasileira.

Morreu uma referência da representatividade negra no país, da ancestralidade afro-brasileira e do mundo dos folguedos populares – com destaque para a capoeira e o afoxé.

Em repúdio ao assassinato covarde do mestre Moa, em busca de um movimento pela vida e em respeito a todas as formas de existência, os/as capoeiristas de BH e apoiadores se reunirão em um ato cultural e político, convocando todxs amigxs, grupxs, coletivos, colaboradorxs, organizações do Movimento Negro, Povos de Terreiro, Movimento Feminista, Movimento da População de Rua, Movimento LGBTQIA, Movimento Indígena, mídias gerais e interessadxs para um ato aberto em protesto ao assassinato dessa grande referência brasileira: Moa do Katendê.

RECEPÇÃO PRETA DA PSICOLOGIA – FAFICH/UFMG

No dia 31 de agosto o Centro de Convivência Negra tem a honra de recepcionar os novos estudantes negros do curso de psicologia da universidade Federal de Minas Gerais. Será um evento de acolhida e interação, num espaço dedicado ao convívio e ao desenvolvimento da comunidade negra na universidade.

As atividades estão previstas para iniciar-se às 16h. Maiores informações, procurar o Centro Acadêmico de Psicologia (CAPSI) ou o CCN, em horário comercial.