Transite no prêmio MPT Jornalismo

A Revista Transite, publicação do departamento de Comunicação Social (DCS/UFMG), foi escolhida como finalista no Prêmio do Ministério Público do Trabalho (MPT) de Jornalismo, premiação nacional que seleciona reportagens sobre temas como trabalho infantil, discriminação de gênero, cor e pessoas com deficiência.

O dossiê Mercado de trabalho e pessoas com deficiência, publicado em 2016, por ocasião da comemoração dos 25 anos da Lei de Cotas para pessoas com deficiência, revelou que esses profissionais mal chegam a preencher um terço das vagas que deveriam ser ocupadas por eles em Belo Horizonte se a legislação fosse cumprida. As reportagens da Transite também mostraram com exclusividade que mais de 200 empresas na capital mineira foram multadas por não cumprirem as cotas para pessoas com deficiência em apenas dois anos.

O dossiê foi selecionado como a melhor reportagem na fase regional sudeste do Prêmio MPT e competiu pelo prêmio de melhor reportagem na categoria universitária na fase nacional da premiação. No dia em 17 de agosto, em Brasília, serão revelados os vencedores das diversas categorias . O trabalho foi produzido pelos alunos de graduação Gabriel Martins, Gabriel Rodrigues, Júlia Valadares e Kaio Silva, e editado por Bruno Fonseca, ex-aluno do Programa de Pós-graduação em Comunicação Social.

O dossiê pode ser acessado na internet  e a lista completa dos finalistas do Prêmio MPT de Jornalismo está disponível on line.

Sobre a Revista Transite

A Transite – Movimento em Revista é  uma publicação jornalística eletrônica destinada às histórias de Belo Horizonte e região: seus trânsitos e descaminhos, seus espaços, nós e pontos de encontro, suas paisagens e transformações, seus habitantes e frequentadores.

Trata-se de uma ação laboratorial e de extensão do Domínio Processos Jornalísticos do Curso de Graduação em Comunicação, do Departamento de Comunicação e da Pós-Graduação em Comunicação da UFMG, por meio dos grupos de pesquisa Culturas do Impresso, Estéticas do Performativo e Tramas Comunicacionais. A Transite tem o aporte da Pró-reitoria de Extensão da UFMG e contou, até 2016, com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

A publicação é coordenada pelos professores Elton Antunes e Bruno Souza Leal, do DCS/UFMG, e contou, em 2016, com a participação dos jornalistas Cláudia Fonseca e Enderson Cunha, também do DCS/UFMG,  e do bolsista de pós-graduação Bruno Fonseca.

Com Cedecom UFMG