Home > Destaque > Exposição de fotos na Grécia revela ação da UFMG em sítio arqueológico

Imprimir Voltar

Exposição de fotos na Grécia revela ação da UFMG em sítio arqueológico

A Embaixada do Brasil na Grécia abriga a partir desta quarta-feira, 23, exposição de fotografias sobre as escavações no Santuário de Despótiko, que tem participação de pesquisadores e estudantes voluntários da UFMG, nas áreas de filosofia, história, artes e letras. As imagens feitas por Natalia Velli revelam vestígios do passado e o trabalho colaborativo que reúne fragmentos e reconstrói elementos arquitetônicos. A curadoria é da professora Celina Lage, da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), que conta com apoio executivo de Ilia Daifa, assistente de direção do sítio de Despótiko.

As fotografias são acompanhadas de relatos dos voluntários brasileiros que se revezam há três anos em Despótiko, no âmbito do projeto Tocando o passado, coordenado pela professora Maria Cecília Miranda Coelho, do Departamento de Filosofia da Fafich/UFMG, e pela arqueóloga Erica Angliker, da Universidade de Zurique. A iniciativa, que envolve também escavações em Andros e Eleutherna, tem apoio da UFMG e da Embaixada em Atenas.

Nos dias 28 e 29 de novembro, será realizado, no mesmo local, o colóquio Imagens da Grécia no Novo Mundo, também organizado por Cecília Coelho e Erica Angliker.

A exposição será montada ainda na Senate House, na Inglaterra, em parceria com a Universidade de Londres, e no Espaço do Conhecimento UFMG, localizado na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte.

Produzida pelo Cedecom/UFMG

Destaque

Últimas Notícias

Ver todos >