Skip links

Corpos em Trânsito

Sites de compartilhamento de vídeo como o YouTube são frequentemente utilizados por transexuais para compartilhar as especificidades do processo de transição de gênero, os efeitos da terapia hormonal sobre o corpo, os resultados de cirurgias de transexualização e as soluções encontradas para problemas comuns, mas pouco discutidos tanto médica quanto socialmente. Esse uso se dá em um contexto de pequenos avanços, como as primeiras ações voltadas ao reconhecimento do direito de uso do nome social de transexuais. Entretanto, sujeitos transexuais seguem sofrendo com a discriminação, dos quais fazem parte mecanismos de invisibilidade e silenciamento. Assim, sites como o YouTube tornam-se espaços de publicização de determinados sujeitos, alternativamente aos ambientes de silenciamento e invisibilidade. A pesquisa se volta à exploração do uso feito por transexuais, suas limitações e potencialidades.