Bibliografia – Processo Seleção 2019 – Mestrado em Ciência Política da UFMG

Bibliografia – Processo Seleção 2019 – Mestrado em Ciência Política da UFMG

“O material bibliográfico disponibilizado no site do PPGCP/UFMG está disponível para consulta no Portal de Periódicos da Capes e acervo da Biblioteca da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG”

1. BIROLI, Flávia. (2017) Gênero e Desigualdades: limites da democracia no Brasil. São Paulo: Boitempo. Capítulo 1: Divisão sexual do trabalho (pg. 21-52); Capítulo 5: Feminismos e atuação política (pg. 171-204).

pg 21-52

pg 171-204

2. CAMPOS, Luiz Augusto; MACHADO, Carlos. (2015) A cor dos eleitos: determinantes da sub-representação política dos não brancos no Brasil. Revista Brasileira de Ciência
Política, 16, (pg. 121-151).

http://www.scielo.br/pdf/rbcpol/n16/0103-3352-rbcpol-16-00121.pdf

3. DOWNS, Anthony. (1999) Uma Teoria Econômica da Democracia. SP, EDUSP. Introdução (pg. 25-42); Capítulo 3 – A lógica básica do voto (pg. 57-70).

pg 25-42

pg 57-70

4. HAGGARD, S., & KAUFMAN, R. R. (2016). Dictators and democrats: masses, elites, and regime change. Princeton University Press. Introdução (pg. 1-25); Conclusão (pg. 339-358).

1-25

339-358

5. HTUN, Mala. (2014) “Political Inclusion and Representation of Afrodescendant Women in Latin America,” in Maria Escobar-Lemmon and Michelle Taylor-Robinson,
eds. Representation: The Case of Women. Oxford University Press, (pg. 118-134).

https://malahtun.files.wordpress.com/2015/03/htun-in-escobar-and-taylor-2014.pdf

6. LIPSET, S. Martin. (1959) Some Social requisites of democracy: economic development and political legitimacy. The American Political Science Review, vol. 53,
nº 1 (pg. 69-105).

https://www.jstor.org/stable/1951731?seq=1#metadata_info_tab_contents

7. MAINWARING, Scott; PÉREZ-LIÑÁN, Aníbal. (2013) Democracies and Dictatorships in Latin America: Emergence, Survival, and Fall. Cambridge, Cambridge
University Press. Capítulo 9 – Rethinking theories of democratization in Latina America and Beyond, (pg. 269-296).

pg 269-296

8. OLSON, Mancur (1999) A lógica da ação coletiva. Os Benefícios Públicos e uma Teoria dos Grupos Sociais. São Paulo: EDUSP. Capítulo 1 – Uma teoria dos grupos
sociais e das organozações (pp. 17-64).

pg 17-64

9. THOMAS, Clive. (2004) Research Guide to U.S. and International Interest Groups. Westport, Praeger Publishers. Capítulo 3 – General Theories of Interest
Group Activity: Pluralism, Corporatism, Neo-Marxism, and Other Explanations (pg 39-66).

pg 39-66

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Bibliografia - Processo Seleção 2018 - Mestrado em Ciência Política da UFMG

    |Bibliografia - Processo Seleção 2018 - Mestrado em Ciência Política da UFMG

    "O material bibliográfico disponibilizado no site do PPGCP/UFMG está disponível para consulta no Portal de Periódicos da Capes e acervo da Biblioteca da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG"

    1. ABERS, Rebecca; SERAFIM, Lizandra; TATAGIBA, Luciana. Repertórios de interação  estado-sociedade  em  um  estado  heterogêneo:  a  experiência  na  Era Lula. Dados, vol. 57, nº 2, p. 325-357, 2014.

    >> 01

     

    2.  ARRETCHE,  Marta. Democracia,  federalismo  e  centralização  no  Brasil.
    Rio de Janeiro: Editora FGV; Editora Fiocruz, 2012. (Cap. 4, p. 145-171).

    >> 02

     

    3. CARVALHO, Jose M. Mandonismo, coronelismo, clientelismo: uma discussão conceitual.Dados, vol. 40, nº 2, 1997.

    >> 03

     

    4.  COLLINS,  Patricia  Hill.  Aprendendo  com  a  outsider  within:  a  significação sociológica do pensamento feminista negro. Sociedade e Estado, v. 31, nº 1, p. 99-127, 2016.

    >> 04

     

    5.  DAHL,  Robert. Poliarquia:  participação  e  oposição.  São  Paulo:  Edusp, 1997. (Cap. 10, p. 189-194)

    >> 05

     

    6.  ESPING-ANDERSEN,  Gösta.  As  três  economias  políticas  do  welfare  state. Lua Nova, n. 24, p. 85-116, 1991.

    >> 06

     

    7.  FRASER,  Nancy.  Reenquadrando a  justiça  em  um mundo  globalizado.
    Lua Nova,nº 77, p.11-39, 2009.

    >> 07

     

    8.  INGLEHART,  R.  &  WELZEL,  C. Modernização,  mudança  cultural  e democracia: a sequência do desenvolvimento humano. São Paulo/Brasília, 2009. (Cap. 1, p. 35-74, e cap. 7, p. 187-213).

    >> 08 Capítulo 1

    >> 08 Capítulo 7

     

    9.   LIPSET,   S.   Martin. Some   Social   requisites   of   democracy:   economic development and political legitimacy. The American Political Science Review, vol. 53, nº 1, p. 69-105, 1959.

    >> 09

     

    10.   MELO,   Marcus   André.   O   viés   majoritário   na   política   comparada:
    responsabilização,  desenho  institucional  e  qualidade  democrática. Revista
    Brasileira de Ciências Sociais , v. 22, p. 11-30, 2007.
    >> 10

     

    11.  NOLTE,  Detlef.  How  to  compare  regional  powers:  analytical  concepts  and
    research topics. Review of International Studies, v. 36, nº 4, p. 881-901, 2010.
    >> 11

     

    12. SINGER, André. Brasil, junho de 2013: classes e ideologias cruzadas.
    Novos Estudos Cebrap, nº 97, p. 23-40, 2013.
    >> 12

     

    13.  13. STOKES, Susan C.; DUNNING, Thad; NAZARENO, Marcelo; BRUSCO, Valeria. In: Brokers, Voters, and Clientelism: The Puzzle of Distributive Politics. Nova York: Cambridge UP, 2013. (Cap. 1, p. 3-27)
    >> 13