Processo seletivo

| ERRATA – PROCESSO SELEÇÃO 2018 – MESTRADO E DOUTORADO EM CIÊNCIA POLÍTICA DA UFMG

>> Publicação Errata Edital Seleção 2018 Mestrado e Doutorado em Ciência Política da UFMG

| Edital Regular de Seleção 2018 – Mestrado e Doutorado

>> Edital_Ciência Política_MD_2018

Formulário de Inscrição Mestrado 2018

 >> Formulário de Inscrição – Mestrado 2018

Formulário de Inscrição Doutorado 2018

 >> Formulário de Inscrição – Doutorado 2018

| Processo seletivo

O processo seletivo do PPGCP/UFMG ocorre no segundo semestre de todos os anos, sendo regido por um edital específico publicado no início do processo.

 De forma geral, a seleção do mestrado é composta por quatro etapas: (1) prova escrita de língua inglesa; (2) avaliação de currículo e de pré-projeto de pesquisa; (3) prova escrita de conhecimento em ciência política; (4) arguição oral dos candidatos com base no pré-projeto apresentado.

 A seleção do doutorado tem três etapas: (1) prova escrita de línguas estrangeiras; (2) avaliação de currículo e de projeto de pesquisa; (3) arguição oral dos candidatos com base no projeto apresentado.

 Os processos seletivos são conduzidos por bancas compostas por três docentes. Arguições orais de candidatos ao mestrado e ao doutorado podem ser feitas por videoconferência. O número de vagas é definido anualmente. Em 2016, ofertaram-se 16 vagas para o mestrado e 16 vagas para o doutorado.

 Além disso, o PPGCP/UFMG admite alunos estrangeiros selecionados a partir do Programa PEC-PG da Capes. Informações sobre o funcionamento do referido programa estão disponíveis em: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/editais/07102016-Manual-CAPES-PEC-PG.pdf

 Para mais informações sobre processos seletivos, favor encaminhar mensagem para selecaoppgcp@fafich.ufmg.br

  • Bibliografia - Processo Seleção 2018 - Mestrado em Ciência Política da UFMG

    |Bibliografia - Processo Seleção 2018 - Mestrado em Ciência Política da UFMG

    "O material bibliográfico disponibilizado no site do PPGCP/UFMG está disponível para consulta no Portal de Periódicos da Capes e acervo da Biblioteca da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG"

    1. ABERS, Rebecca; SERAFIM, Lizandra; TATAGIBA, Luciana. Repertórios de interação  estado-sociedade  em  um  estado  heterogêneo:  a  experiência  na  Era Lula. Dados, vol. 57, nº 2, p. 325-357, 2014.

    >> 01

     

    2.  ARRETCHE,  Marta. Democracia,  federalismo  e  centralização  no  Brasil.
    Rio de Janeiro: Editora FGV; Editora Fiocruz, 2012. (Cap. 4, p. 145-171).

    >> 02

     

    3. CARVALHO, Jose M. Mandonismo, coronelismo, clientelismo: uma discussão conceitual.Dados, vol. 40, nº 2, 1997.

    >> 03

     

    4.  COLLINS,  Patricia  Hill.  Aprendendo  com  a  outsider  within:  a  significação sociológica do pensamento feminista negro. Sociedade e Estado, v. 31, nº 1, p. 99-127, 2016.

    >> 04

     

    5.  DAHL,  Robert. Poliarquia:  participação  e  oposição.  São  Paulo:  Edusp, 1997. (Cap. 10, p. 189-194)

    >> 05

     

    6.  ESPING-ANDERSEN,  Gösta.  As  três  economias  políticas  do  welfare  state. Lua Nova, n. 24, p. 85-116, 1991.

    >> 06

     

    7.  FRASER,  Nancy.  Reenquadrando a  justiça  em  um mundo  globalizado.
    Lua Nova,nº 77, p.11-39, 2009.

    >> 07

     

    8.  INGLEHART,  R.  &  WELZEL,  C. Modernização,  mudança  cultural  e democracia: a sequência do desenvolvimento humano. São Paulo/Brasília, 2009. (Cap. 1, p. 35-74, e cap. 7, p. 187-213).

    >> 08 Capítulo 1

    >> 08 Capítulo 7

     

    9.   LIPSET,   S.   Martin. Some   Social   requisites   of   democracy:   economic development and political legitimacy. The American Political Science Review, vol. 53, nº 1, p. 69-105, 1959.

    >> 09

     

    10.   MELO,   Marcus   André.   O   viés   majoritário   na   política   comparada:
    responsabilização,  desenho  institucional  e  qualidade  democrática. Revista
    Brasileira de Ciências Sociais , v. 22, p. 11-30, 2007.
    >> 10

     

    11.  NOLTE,  Detlef.  How  to  compare  regional  powers:  analytical  concepts  and
    research topics. Review of International Studies, v. 36, nº 4, p. 881-901, 2010.
    >> 11

     

    12. SINGER, André. Brasil, junho de 2013: classes e ideologias cruzadas.
    Novos Estudos Cebrap, nº 97, p. 23-40, 2013.
    >> 12

     

    13.  13. STOKES, Susan C.; DUNNING, Thad; NAZARENO, Marcelo; BRUSCO, Valeria. In: Brokers, Voters, and Clientelism: The Puzzle of Distributive Politics. Nova York: Cambridge UP, 2013. (Cap. 1, p. 3-27)
    >> 13

  • Editais anteriores

    | Editais - Seleção 2017

    Mestrado: Seleção Mestrado - 2017

    Doutorado: Seleção Doutorado - 2017