Histórico

O Departamento de Psicologia está vinculado à Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FAFICH) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O Departamento foi criado em 1962, ocasião em que tramitava, no âmbito da antiga Faculdade de Filosofia da então denominada Universidade de Minas Gerais (FF-UMG), o projeto de criação do Curso de Psicologia. Compuseram o Departamento, em seu momento inicial, professores do Curso de Pedagogia, que à época, compunha a estrutura da Faculdade de Filosofia. Com a criação do Curso de Psicologia, o Departamento passou a contar também com profissionais que vinham de outras instituições que se destacavam no cenário mineiro por desenvolver trabalhos relacionados à psicologia, como o Serviço de Orientação e Seleção Profissional (SOSP) e o Banco da Lavoura.

Em 1968, com a Reforma Universitária, o Curso começou a crescer. O número de alunos que ingressava por ano, passou de 30, em 1963, quando se iniciou a primeira turma, para 120, com 60 ingressantes a cada semestre. Atualmente ingressam no Curso de Graduação em Psicologia 66 alunos por semestre.

A Clínica de Psicologia foi criada no ano de 1969. Em 1974, passou a ser denominada Centro de Aplicação da Psicologia (CEAP). Em 2012, já com a denominação de Serviço de Psicologia Aplicada (SPA), a Clínica deixou de integrar o Departamento de Psicologia e passou a estar vinculada diretamente à FAFICH.

A partir do ano de 1984, o Departamento de Psicologia iniciou a publicação do periódico Cadernos de Psicologia, que se manteve ativo até o ano de 2003. Em 2004, este periódico deu lugar à revista eletrônica Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, que passou a ser mantida a partir de uma ação conjunta de professores de psicologia da UFMG, da Universidade Federal de Juiz de Fora, da Universidade Federal de São João del Rei e da Universidade Federal de Uberlândia. Em 2001, o Departamento viu nascer o periódico Memorandum: Memória e História em Psicologia. Abrigada no site da FAFICH, a revista é  resultado de uma pareceria entre  o Departamento de Psicologia da UFMG  e o Departamento de Psicologia e Educação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo.

O Programa de Pós-graduação em Psicologia foi criado em 1989 e aprovado pela CAPES em 1991 como Mestrado em Psicologia com área de concentração em Psicologia Social. Em 1998, como resultado do progressivo ingresso de professores com formação diversificada no Programa, foi proposta a criação de uma nova área de concentração – Estudos Psicanalíticos. Esta área começou a funcionar em 1999. No ano de 2003, seguindo o mesmo processo, foi criada a área de concentração em Desenvolvimento Humano, que iniciou suas atividades em 2004. Em 2008 teve início o Curso de Doutorado em Psicologia, com o envolvimento das três áreas de concentração. A área de concentração em Desenvolvimento Humano, por sua especificidade, em 2016 deu origem a um segundo Programa de Pós-graduação vinculado ao Departamento de Psicologia – o Programa de Pós-graduação em Psicologia: Cognição e Comportamento, que iniciou suas atividades em 2017.

O número de professores do Departamento acompanhou o crescimento do Curso, chegando a 66 em 1978 e a 97 no ano de 1980. Este número viria a começar a reduzir em meados da década de 1980. Atualmente o Departamento de Psicologia conta com 47 professores, que estão organizados em quatro setores: “Psicologia Social”, “Cognição e Comportamento”, “Clínica e Saúde Coletiva” e “Subjetividade, Política e Cultura”. Juntos, estes Setores são responsáveis pela oferta de disciplinas para os Cursos de Graduação e Pós-graduação em Psicologia, além de atenderem a demandas de disciplinas específicas para os cursos de Direito, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional e Educação Física.