Os clássicos e a contemporaneidade

Texto e foto:
Marcelo Luiz Silva

 Quem olhar com atenção o cronograma do 1° Seminário do Fórum de Estudos Contemporâneos, possivelmente ficará intrigado com o título de uma das conferências: “Os Clássicos e nós”.
 É que o termo “clássico”, que a conferência a ser ministrada pelo professor Jacyntho Lins Brandão carrega no título, não apenas remete à ideia de “tradição”, como também parece distante de termos como “genômica” e “nanotecnologia”, que compõem os títulos de outros eventos do Seminário.
 Para ajudar a elucidar o caráter “contemporâneo” dos clássicos, o professor Maurício Campomori, mediador da palestra, comenta que caberá ao professor Brandão “mostrar como os clássicos não envelhecem, e como carregam filosofias que resistem ao tempo, aos modismos, às tendências”, enfim, persistem na contemporaneidade.
 Sobre o tema, o professor Lins Brandão explica que normalmente pensamos que as características que definem um livro como clássico estariam contidas “no texto, na própria obra”, quando na verdade “o que define uma obra como clássica é a leitura que se faz dela”. Isso, porque quando os clássicos foram criados eles ainda não eram considerados como tais, “não se sabia que eles suportariam ‘a usura do tempo’”, sendo que a grandiosidade dos mesmos só pode ser percebida certo tempo depois.  O que faz com que os clássicos tenham uma relação também com o tempo “posterior” a eles, com a “contemporaneidade”, e não apenas com a época em que foram criados.

 Brandão explica que explanará sobre o conceito de “clássico” desde Grécia e Roma antigas até os dias atuais.
 Quem ficou curioso sobre o tema pode participar do evento no próximo dia 30, às 16h15, no Centro de Atividades Didáticas (CAD1), da UFMG. A entrada é aberta ao público e dispensa inscrições.

Confira a programação completa:www.ufmg.br/online/arquivos/021799.shtml

 

Comentários (1)

500 caracteres restantes

Cancel or

 

Tubo de imagem

Projetos

Conte uma canção

“Conte uma Canção" é um programa da rádio UFMG Educativa 104,5 fm, sediada em Belo Horizonte, desenvolvida pelos alunos do Curso de Comunicação Social, e pelo Laboratório de Mídia Eletrônica da UFMG, sob a coordenação do professor Nísio Teixeira.

Read More

Comunicação 50 anos


A memória é fundamental para todo indivíduo e instituição, qualquer que seja a sua natureza. É através dela que as instituições, assim como os indivíduos, conseguem se contextualizar historicamente, analisar sua trajetória, construir sua identidade e assim compreender o ambiente em que se inserem e como se posicionam ou desejam se posicionar.  

Com essa preocupação, e tendo em vista que a comemoração do cinqüentenário poderia se tornar um marco de mudança na relação do curso com sua memória, um grupo formado por docentes e técnicos decidiu iniciar um trabalho de preservação da memória institucional. No projeto que estamos construindo, interessa-nos abordar o trabalho de resgate da memória como processo relacional e coletivo. Não se pensa apenas em colecionar fatos, objetos e relatos acerca da trajetória institucional, mas, sobretudo, instaurar um processo de conversação com o passado.

O Projeto Memória, como foi entitulado, através da recuperação de alguns documentos oficiais e de uma série de entrevistas com os fundadores e alguns ex-alunos do curso de graduação, conseguiu apresentar resultados importantes para o início desse resgate. Paralelamente, outro projeto, o Acervo 50, desenvolveu uma nova metodologia e iniciou o processo de recuperação, tratamento e indexação do material audiovisual produzido e utilizado por alunos, técnicos e docentes ao longo da trajetória da instituição.

A estratégia adotada por ocasião da comemoração dos 50 anos do Curso dá ênfase para os recursos disponíveis na internet, que têm apresentado boas e dinâmicas possibilidades com relação aos aspectos constitutivos da memória, uma vez que as novas tecnologias possibilitam o resgate e o compartilhamento do passado. Nesse sentido, as mídias sociais, os blogs e os sites de compartilhamento de arquivos (youtube, soundcloud e flickr) têm permitido o diálogo com os públicos, para a difusão das informações e para a construção em rede da memória.

Conheça o hotsite www2.fafich.ufmg.br/com50anos

Read More

Outro Sentido

Um veículo com formato de revista, com diversidade de gêneros textuais e padrões de linguagem jornalística; uma peça gráfica que possibilita o exercício de práticas de jornalismo especializado, abordando temas específicos, a cada edição, sob diversos aspectos.


Um outro sentido
É exatamente isso que pretendemos com esta publicação do curso de Comunicação Social da UFMG: explorar sentidos novos e múltiplos do jornal laboratório e do jornalismo especializado, exercitando narrativas e técnicas de apuração, investigação, construção da pauta e demais procedimentos da reportagem.

A proposta desse “híbrido” se tornou possível a partir do currículo do curso de Comunicação Social da UFMG, implantado em 2000, que tem como característica forte a flexibilização e a inovação nas práticas laboratoriais. O objetivo é permitir a aprendizagem do trabalho cooperativo, de forma que o aluno possa reconhecer suas potencialidades e limites. Nessa nova concepção, os participantes vivenciam múltiplas práticas, não estando restritos a uma habilitação, mas sim à experiência integrada da comunicação.

Read More

Projeto Manuelzão

"Manuelzão dá o recado" é um projeto de extensão desenvolvido no âmbito do curso de graduação em comunicação da Universidade Federal de Minas Gerais como atividade laboratorial, envolvendo alunos bolsistas e voluntários.

Read More

Não deixe de conferir!

Prev Next

Trabalho informal na UFMG

10/05/2012 Hits:341

Trabalho informal na UFMG

Os estudantes matriculados na disciplina Laboratório de Jornalismo Online produziram, em duplas, perfis relacionados ao recorte editorial “Trabalho Informal na UFMG”. Após discussão em sala acerca das estratégias editoriais de...

Os clássicos e a contemporaneidade

28/01/2012 Hits:482

Os clássicos e a contemporaneidade

Texto e foto: Marcelo Luiz Silva  Quem olhar com atenção o cronograma do 1° Seminário do Fórum de Estudos Contemporâneos, possivelmente ficará intrigado com o título de uma das conferências: “Os Clássicos...

Teste três de cinco

28/01/2012 Hits:436

Teste três de cinco

Na volta às aulas, vocês devem ter notado que a presença dos nossos gatos diminuiu em muito. Isto graças a uma política da atual Diretoria: dar continuidade ao projeto anterior de...

teste de publicação

23/02/2012 Hits:36

teste de publicação

Quem olhar com atenção o cronograma do 1° Seminário do Fórum de Estudos Contemporâneos, possivelmente ficará intrigado com o título de uma das conferências: “Os Clássicos e nós”.  É que o termo...

Impasse na FAFICH: a Márcia fica ou não …

20/06/2012 Hits:475

Há treze anos eu estou aqui. Comecei com um pequeno isopor vendendo sanduíches no hall do terceiro andar da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, pertencente à UFMG. Com dois...