Trabalho de Conclusão de Curso


O Colegiado de Comunicação Social aprovou novas resoluções em torno dos Projetos Experimentais, que começam a vigorar a partir do dia primeiro de agosto de 2016. Trata-se de uma atualização da resolução anterior, à luz de mudanças sugeridas pelos professores, pelos discentes e também em função dos novos cursos. Dentre as principais atualizações destacam-se:

– Um novo modelo de carta de aceite que explicita como prazo do compromisso do aceite o limite de dois semestres previsto para o TCC;
Formulário – Aceite Orientação Projeto Experimental – (NOVO)

– A exigência mínima para trabalhos práticos cai de três para dois discentes;

– A ata (e portanto a leitura) pública de defesa da monografia e/ou trabalho prático vai indicar apenas a aprovação ou não do trabalho e não trará mais a nota, que será dada de modo individual, em documento à parte – mesmo para trabalhos em grupo: a Súmula de Avaliação Individual Discente (SAID), que será produzida pela banca no momento da avaliação interna e entregue ao colegiado juntamente com a ata. O discente terá ciência da nota apenas no momento de seu lançamento pelo diário de classe e poderá consultar o documento no colegiado, em caso de qualquer dúvida;

Modelo de Ata de Projeto Experimental– (NOVO)
Súmula de Avaliação Individual Discente (SAID)TRABALHO PRÁTICO
Súmula de Avaliação Individual Discente (SAID) – MONOGRAFIA
Lista de Presença em Defesa de Projeto Experimental – (NOVO)

– A necessidade de anexar um memorial descritivo individual (como um “diário de bordo”) para cada discente integrante de todo grupo de trabalho prático (ou no eventual caso de monografia em dupla) que aborde sua participação em todas as etapas do trabalho;

– E, ainda, uma versão atualizada para solicitar formação de banca para defesa de Projeto Experimental
Formulário de Composição da Banca de Projeto Experimental (NOVO)

– Abaixo, a nova resolução para o TCC do curso de Comunicação Social;
RESOLUÇÃO PROJETOS EXPERIMENTAIS 2016

– As mudanças em nova resolução incluem versões específicas deste texto para cada um dos três novos cursos, no sentido de já indicar uma versão inicial que poderá ser reajustada nos próximos anos, conforme o desenvolvimento dos novos percursos (por essa razão, não há indicação direta de sugestões de trabalhos em anexo, como se mantém na nova resolução da Comunicação Social);

RESOLUÇÃO PROJETOS EXPERIMENTAIS – JORNALISMO
RESOLUÇÃO PROJETOS EXPERIMENTAIS – PUBLICIDADE E PROPAGANDA
RESOLUÇÃO PROJETOS EXPERIMENTAIS – RELAÇÕES PÚBLICAS

Além destes pontos, como já percebido na matrícula para 2016.2, as mudanças também incluem novos procedimentos de matrícula do Colegiado em que, gradativamente (a partir de Projetos Experimentais I em 2016.2 e Projetos Experimentais II em 2017.1) as/os orientandas/os deverão se matricular em turmas criadas para suas/seus respectivos orientadoras/es em turmas específicas, no sentido de otimizar o acompanhamento e o lançamento de notas. Somente quando as/os orientadoras/es forem doutorandas/os do programa de pós ou professores externos ao Departamento de Comunicação Social, o Colegiado vai gerenciar a turma.